Atreva-se a mudar!
14/04/2008 - Alessandra Assad
Se as coisas não mudam, mude as coisas. O mundo passa por constantes mudanças, o tempo todo, a toda hora. Já dizia o filósofo Heráclito que nunca enxergarás o mesmo rio se passares por ele todos os dias. Você pode já ter se feito a pergunta: “Mas o que mudou na paisagem de ontem para hoje se o rio é o mesmo?”

Se as coisas não mudam, mude as coisas. O mundo passa por constantes mudanças, o tempo todo, a toda hora. Já dizia o filósofo Heráclito que nunca enxergarás o mesmo rio se passares por ele todos os dias. Você pode já ter se feito a pergunta: “Mas o que mudou na paisagem de ontem para hoje se o rio é o mesmo?”.
Vamos aos fatos: se você é pobre e ganha na loteria, muda de vida. Logo, deixa de ser pobre e passa a ser rico. Se era solteiro e se casa, muda de vida. Deixa de ser solteiro e passa a ser casado. E, assim por diante. Agora, a pergunta: “Se há algum tempo você era ignorante, sem estudo e passou a estudar, ler, viajar e adquirir uma vasta gama de conhecimentos, você deixa de ser ignorante?”
É claro que não. Você muda de vida, mas não deixa de ser ignorante. Passa apenas a ser menos ignorante, uma vez que somos todos, de certa forma, ignorantes. Nesse caso, mudar não significa deixar de ser. Mudar só significa deixar de ser quando levamos em conta apenas aspectos físicos da nossa vida. Somos seres em constante evolução e nosso estado psicológico nunca deixa de ser o que é, ele se aperfeiçoa e passa a ser diferente, sem, no entanto, descartar as características que o levaram a ser diferente.

Desafios e oportunidades – Quando alguém diz que podemos ser bons profissionais, não significa necessariamente que estejam nos incluindo no rol dos medíocres, significa apenas que acreditam que possamos mudar para melhor. Em tempos de mudanças e transformações aceleradas nas carreiras dos profissionais, bem como na forma de compartilhar os conhecimentos, é fato que precisamos ter habilidade e competência para encararmos com naturalidade tantos novos desafios, sem deixarmos que a auto-estima ou o nosso senso de autocrítica nos levem a crer que mudar é deixar de ser.
Nosso maior trunfo é deixar a angústia e a ansiedade de lado para conseguirmos transformar as mudanças em desafios e oportunidades para o nosso crescimento pessoal e profissional. Fugir ou se manter estagnado ante aos acontecimentos poderá fazer com que você deixe de ser audacioso, competente e sensato, trazendo estragos ainda maiores para a sua carreira.

Gestão da mudança – O maior problema que enfrentamos com as mudanças é o medo do desconhecido, e, muitas vezes, é esse medo que nos empurra para trás. Se pararmos para pensar, vamos lembrar de empresas como a Olivetti, que durante muitos anos foi líder de mercado no segmento de máquinas de escrever. Se a empresa tivesse se adaptado em tempo às mudanças, será que hoje as máquinas de escrever não teriam uma versão “cibernética” da marca?
Peter Drucker, pai da administração moderna, afirmou que todas as empresas terão de se transformar em líderes de mudança. Não é possível gerir a mudança; você só pode estar à frente dela. E estar à frente implica derrubar todo e qualquer tipo de preconceito ou conceito “míope” de pensar que em time que está ganhando não se mexe.

Numerador e denominador – Nada, além do entusiasmo nos leva ao sucesso. Para mudar é preciso querer ir além do que você já foi, ser mais do que você já é, encarando as mudanças de frente, com uma ampla visão dos benefícios que ela pode trazer em um mercado cada vez mais competitivo. Eu me lembro de um exemplo citado por Gary Hamel, professor de Gestão de Estratégia da London Business School, que citava as academias esportivas. Repare: nas academias ninguém interrompe os exercícios para respirar, não é mesmo? A respiração acompanha as pessoas, de forma, mais ou menos, acelerada, mas de uma maneira espontânea.
Assim como a respiração, as mudanças profundas devem funcionar exatamente igual: como o sistema nervoso autônomo do corpo humano e a resiliência devem ser o indicador do seu bom andamento. No numerador, aparecem a velocidade e a profundidade da transformação estratégica. No denominador, o tempo, o custo e a energia emocional necessários para levá-la em frente. Precisamos fazer crescer o numerador e, simultaneamente, fazer diminuir o denominador.

Todos os processos de mudança pelos quais passei muito me ensinaram. E um dos grandes ensinamentos que tive foi o reconhecimento de que uma pessoa aprende primeiro pensando e, depois, agindo. Aprendi também que as pessoas não precisam ver a mudança, elas precisam senti-la.
Lembre-se: a mudança não acontece em algumas horas, você é responsável pelo seu desenvolvimento, dia após dia. Transforme o trabalho feito a cada dia em uma oportunidade de fazer algo mais, melhor e diferente.

Os momentos da mudança
Você pode começar com esse pequeno exercício. As respostas servirão de bússola e poderão dar um norte para o início dos seus trabalhos:
1. Identifique e constate a necessidade de mudança.
2. Defina uma mudança que satisfaça a necessidade e esteja alinhada claramente com a missão da empresa.
3. Identifique os impactos que a mudança causará.
4. Planeje as ações e como serão efetuadas.
5. Implemente e consolide as mudanças.

Para saber mais:
Livro: Atreva-se a Mudar!
Autora: Alessandra Assad
Editora: Resultado
Preço: R$ 19,90

(Artigo originalmente publicado na revista VendaMais de outubro de 2007)

Alessandra Assad é diretora de redação da revista VendaMais. Formada em Jornalismo, pós-graduada em Comunicação Audiovisual e MBA em Direção Estratégica, é palestrante, professora universitária, colunista de marketing e propaganda, e autora do livro Atreva-se a Mudar! – Como praticar a melhor gestão de pessoas e processos. E-mail: alessandra@alessandraassad.com.br Site: www.alessandraassad.com.br

Alessandra Assad é diretora da AssimAssad Desenvolvimento Humano. Formada em Jornalismo, pós-graduada em Comunicação Audiovisual e MBA em Direção Estratégica, é professora no MBA de Gestão Comercial da Fundação Getulio Vargas, Consultora Senior do Instituto MVC, palestrante e autora do livro Atreva-se a Mudar! – Como praticar a melhor gestão de pessoas e processos.
 
Nome:
E-mail:
 
  Parceiros
Revista VendaMais
Se você é um profissional de vendas e está sempre preocupado em fechar vendas... leia mais

Depoimentos

"AMEI, AMEI, AMEI a apresentação da Alessandra! Eu me emocionei muitas vezes e em vários momentos chorei pra valer...Cada gesto...leia mais

© Copyright 2007 - Todos os direitos reservados desenvolvido por fóton:group